Inspirando beleza, sensualidade e alegria

Arquivo para julho, 2010

The Graces faz venda especial com descontos de 50%

Joias selecionadas recebem desconto especial de inverno nas seis lojas da rede em São Paulo

Modernas, versáteis e, sobretudo, cheias de estilo, as joias The Graces são concebidas para acompanhar a mulher em todas as ocasiões. Especialista em criar objetos de desejo na forma de brincos, colares, pingentes, pulseiras, braceletes e anéis em ouro, com diamantes e gemas preciosas, a The Gracesestá realizando sua venda promocional de inverno, com descontos de até 50%.

As peças da promoção foram selecionadas de coleções como Euterpe, Apolo, Bastidores, Perfume e outras.

Brincos da Coleção Euterpe

de  R$ 5.076,00

por  R$ 2.538,00

Anel da Coleção Apolo

(anel menor) de R$ 1.604,40

por R$ 802,20

Pingente da Coleção Bastidores

de R$ 4.349,40

por R$ 2.609,70

Anel da Coleção Perfume

De R$ 5.744,44

por R$ 4.020,00

A venda especial é válida para todas as lojas The Graces, localizadas nos shoppings Morumbi, Pátio Paulista, Center Norte, Anália Franco, Plaza Sul e  Ibirapuera, enquanto durarem os estoques. A joalheria aceita todos os cartões de crédito e o pagamento durante a Venda Especial pode ser parcelado em até 5 vezes.

The Graces – www.thegraces.com.br – (11) 5189-6620

Shoppings: Morumbi 5189-6620 | Ibirapuera 5096-1225 | Pátio Paulista 3285-6668 |Center Norte 2252-2116 | Anália Franco 2672-5021 | Plaza Sul 5073-0132


Lançamento Omega: AQUA TERRA CHRONOGRAPH

Já disponível na The Graces!


Maria Cândida Sarmento e a história da Maria Bonita

No comando da Maria Bonita, marca que completa 35 anos, a estilista alagoana nunca se rendeu a regionalismos e ajudou a mudar a cara da moda brasileira.

A princípio, a história de Maria Cândida Sarmento pode soar repetitiva. Filha de dono de um engenho de açúcar, de tradicional família alagoana, sempre gostou de moda. “A vida toda demonstrou interesse pelo assunto. Era nato”, conta Malba Pimentel de Paiva, amiga e ex-sócia. Na infância, enquanto os colegas se divertiam em canaviais, ela fazia roupas para bonecas. E, na adolescência, já costurava para as amigas. Clichê? Pode ser. Mas o que viria depois mudaria a cara da moda brasileira.

Sem formação específica (ela começou a cursar uma faculdade de letras, mas não concluiu), Cândida costumava dizer que era uma operária da moda – adorava uma boa máquina de costura e era obcecada pelo corte perfeito. O que era hobby virou uma profissão em Maceió (ela é natural de São Luís do Quitunde, interior do estado), cidade na qual chegou a ter uma miniconfecção e uma butique, a Pretinha, abastecida com produtos do Sudeste. “Ela sempre vinha ao Rio para comprar roupas e tecidos”, diz a ex-sócia. De tanto viajar, acabou se mudando para a capital fluminense nos anos 1970 e, cinco anos depois, abriu a Maria Bonita, em parceria com Malba, sua fiel escudeira, responsável pela parte administrativa da empresa desde o início.

Apesar de ter nascido e crescido no Nordeste, Cândida nunca deixou o regionalismo ditar os rumos de seu trabalho. Nos anos 1980, apaixonou-se pela estética japonesa – era fã confessa de Yohji Yamamoto – e importou as linhas minimalistas para sua Maria Bonita. Não demorou para que seus blazeres impecáveis conquistassem as elegantes do Rio e de São Paulo. A primeira loja, em Ipanema, foi inaugurada em 1977, e a de São Paulo, na Oscar Freire, em 1981. Continue lendo…

Fonte: Moda Spot


Alta-costura: Minimalismo colorido de Adeline André dá ares lúdicos aos looks

Conhecida pelo minimalismo colorido, a designer francesa Adeline André escolheu um casting diferenciado para o seu inverno 2011 de alta-costura. No lugar de modelos, mulheres entre 30 e 40 anos, uma grávida e até uma senhora desfilaram os vestidos retos e longos, ora neutros, ora coloridos, em um tom só ou em blocos de cor, que davam às peças um ar lúdico, como se fossem um brinquedo de criança.

Fonte: Moda Spot